Gerenciamento de endpoint em um mundo móvel: o que o futuro reserva para os administradores?

Gerenciamento de endpoint em um mundo móvel: o que o futuro reserva para os administradores?

  

Quando se trata de gerenciamento de endpoint, gosto do ditado "Não é possível gerenciar aquilo que não se pode medir".

Mas e se você não conseguir nem mesmo ver? Ou relatar? Ou corrigir quando estiver comprometido?

Nosso recente webcast, Previsão do futuro para o gerenciamento de endpoint em um mundo móvel, foi uma discussão sobre o gerenciamento de endpoint e a proteção de endpoint de segurança entre Tim Warner, MVP da Microsoft, autor e especialista em tecnologia na Pluralsight, e Nick Morea, engenheiro de vendas aqui na Quest Software. O resultado desse webcast é o nosso novo documento com um resumo sobre o futuro do gerenciamento de endpoint, agora que os dispositivos móveis desempenham um papel tão fundamental no cenário de TI de todas as organizações.

A publicação anterior do nosso blog aborda os seguintes tipos de tópicos: como chegamos ao gerenciamento de endpoint, qual dispositivo de endpoint é mencionado e uma lista dos recursos desejados para o melhor gerenciamento e a melhor proteção de endpoint. Nesta publicação, explorarei o que está em jogo e o que procurar em uma solução de gerenciamento de endpoint.

Os três principais riscos e perigos de segurança e como eles te afetam

Primeiro, a quantidade de tipos de dispositivos é assustadora. Você poderia dedicar um departamento inteiro de TI para cada tipo de dispositivo (notebooks, tablets, smartphones, aparelhos conectados), sem mencionar os sistemas operacionais que eles executam (Android, iOS, Windows, macOS, Linux).

Poucas pessoas possuem recursos ilimitados, então pense nos riscos quando se trata de:

  • Falta de visibilidade: todos os seus endpoints, em todas as suas diversidades, estão visíveis para você? Onde eles estão? O que está instalado neles? Eles recebem patches ou são atualizados?
  • Falta de política: o seu inventário é bem documentado? Se você tivesse de gerar um relatório hoje para certificação de conformidade ou um requisito legal, isso seria possível? Quanto tempo levaria? Qual tipo de política você tem para documentar seu inventário e gerar relatórios?
  • Falta de aplicação: quando se trata de segurança, como você pode detectar e corrigir sistemas comprometidos, perante todas as peças móveis no seu cenário de TI?

A maioria dos administradores de TI que deseja manter-se atualizada com seus endpoints deve buscar diferentes consoles para obter uma imagem clara. O melhor gerenciamento e a melhor proteção de endpoint são obtidos por meio de uma única tela.

Cinco perguntas a serem feitas ao escolher uma solução de gerenciamento de endpoint

Para garantir a abordagem desses riscos e perigos, considere estas cinco perguntas ao escolher uma solução de gerenciamento de endpoint:

1. A solução atende às necessidades dos seus negócios?

Essa é uma questão de complexidade da sua organização. Se você for um comprador direto do Windows e não precisar oferecer suporte a smartphones, a vida no departamento de TI pode ser muito fácil. Mas, com o tempo, certamente você terá usuários com necessidades de negócios que englobam dispositivos iOS e Android, então, será preciso gerenciá-los em sua rede.

2. A solução pode acompanhar o crescimento dos seus negócios?

Essa é uma questão de escalabilidade. A solução acompanhará o crescimento dos seus negócios para atender às suas necessidades futuras? Cada vez mais funcionários, com mais dispositivos, em mais lugares. Isso significa mais gerenciamento de endpoint, e você terá de acompanhar esse crescimento.

3. Essa é uma solução geral?

Comece ao definir um dispositivo de endpoint como "uma peça de hardware com Internet em uma rede TCP/IP". Isso é algo geral, que engloba impressoras, appliances de rede, dispositivos de armazenamento, roteadores, gateways e praticamente qualquer unidade de hardware em rack, além de notebooks, smartphones e tablets que as pessoas usam para realizar seus trabalhos.

4. Como a solução funciona com as outras?

O termo "integração" refere-se a como a sua solução de endpoint funciona com o resto da infraestrutura, seja no local, na cloud ou de forma híbrida. Você consegue ver o que acontece com seus endpoints na cloud?

5. Qual é a política do fornecedor?

Ao adquirir um appliance de gerenciamento de endpoint, você lida com hardware e software de gerenciamento, por isso, problemas como suporte, manutenção e atualizações surgem ao longo de toda a vida útil do ativo. O fornecedor oferecerá suporte ao longo do tempo?

Veja o futuro do gerenciamento de endpoint em um mundo móvel

Tim e Nick tinham mais insights sobre o gerenciamento de endpoint a partir da perspectiva do administrador de TI. Leia sobre elas em nosso novo artigo, Veja o futuro do gerenciamento de endpoint em um mundo móvel (em inglês), já disponível para download. Ele inclui detalhes sobre dispositivos BYOD e COPE (Company Owned, Personally Enabled – Pertencente à Empresa, Habilitado Individualmente) e uma visão geral dos benefícios em usar o Gerenciamento de endpoint KACE em todo o ciclo de vida útil de todos os seus sistemas e dispositivos conectados.

Baixe o Whitepaper e saiba mais

Anonymous